Entregador por aplicativo é assassinado a tiros; delegado diz que ele também foi torturado

De acordo com o delegado, a vítima não tinha envolvimento no mundo do crime.

Foto: Divulgação/GOVBA

Um entregador por aplicativo foi assassinado a tiros na noite de terça-feira (9), no residencial Aeroporto no bairro Santo Antônio dos Prazeres, em Feira de Santana. A Polícia Civil já iniciou as investigações, e segundo o delegado Felipe Ghiraldelli, tudo leva a crer que a vítima também foi torturada.

O corpo de José Robson Barbosa Santos, 19 anos, foi encontrado no quiosque do condomínio na manhã desta quarta-feira (9), após a família procurar a polícia. A moto de cinquenta cilindradas que ele utilizava para fazer as entregas também foi encontrada no local. Segundo informações, a vítima recebeu uma ligação para entregar hambúrguer no apartamento 308 do bloco 7, mas ninguém mora no local.

A polícia acredita que José foi colocado numa cadeira e torturado antes de ser executado a tiros. Há uma estimativa que mais de 150 pessoas tenham ouvido os gritos do jovem, mas, segundo o delegado, a Polícia Militar não foi acionada.

De acordo com o delegado, a vítima não tinha envolvimento no mundo do crime. A polícia também vai investigar se uma sigla de uma facção criminosa pintada no muro do condomínio tem alguma relação com o assassinato.