Preço da cesta básica sofre aumento em Feira de Santana no mês de agosto

As maiores altas foram do óleo de soja, do arroz e da carne.

Foto: Reprodução/Defocused of shelf in supermarket

Se você frequenta supermercados, certamente, a cada mês, observa um aumento na fatura. De fato, a cesta básica de Feira de Santana registrou aumento no último mês. O valor de R$ 373,61 no mês de agosto, encontrado pelos professores e alunos da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) que trabalham no programa Conhecendo a Economia Feirense: Custo da Cesta Básica e Indicadores Socioeconômicos, foi 0,84% maior que o observado no mês anterior.


Considerando os preços médios dos 12 produtos alimentares pesquisados e comparando-os aos preços levantados em julho, constata-se que as maiores altas foram do óleo de soja, do arroz e da carne. Outros produtos que também apresentaram preços médios maiores foram a banana, o leite, e manteiga. Já os demais produtos que compõe a cesta (açúcar, café, farinha de mandioca, feijão e tomate) apresentaram queda nos preços médios, com destaque para o feijão e o tomate.

O custo dos três produtos básicos que compõem o almoço do cidadão feirense, arroz, feijão e carne, foi responsável por 40,58% do valor da cesta básica de agosto. Já os quatros itens costumeiramente presentes na mesa do café da manhã, pão, manteiga, café e leite, responderam por 31,23% da mesma cesta.


Em relação ao salário mínimo líquido de R$ 966,63 (valor obtido após os descontos previdenciários que incidem sobre o valor bruto), o custo da cesta básica em Feira de Santana no mês de agosto representou um comprometimento de 38,65%.


As informações são dos professores e alunos da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) que trabalham no programa Conhecendo a Economia Feirense: Custo da Cesta Básica e Indicadores Socioeconômicos, e do Blog do Velame.