Condutor de van envolvido em acidente que matou estudante se apresenta à polícia

A delegada constatou que o condutor não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH)

Foto: Reprodução

O condutor da van que atropelou e matou a estudante de enfermagem Rafaela da Cunha da Cruz, de 24 anos, e que deixou Isla Barros dos Santos ferida (leia aqui), se apresentou na 1ª Delegacia Territorial, no Complexo Policial do Jomafa, na tarde de terça-feira (10), acompanhado de um advogado.

Segundo a delegada Klaudine Passos, o motorista disse no depoimento que não viu nenhuma placa de sinalização na rua e alegou que houve uma fatalidade. Porém, os investigadores afirmam que a placa existe. A delegada constatou que ele não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e que transportava passageiros sem a categoria adequada. Durante o depoimento, o condutor afirmou que não deu socorro às vítimas porque ficou com medo de ser linchado.

LEIA TAMBÉM:
Mulher morre e outra fica ferida após colisão entre moto e van no bairro Sítio Matias

Uma perícia foi feita no local e o resultado do laudo sairá em breve. De acordo com a delegada, o motorista deve responder por homicídio culposo e lesão corporal no trânsito com agravante de estar sem a habilitação. Além do condutor, testemunhas também serão ouvidas. A van foi apreendida e passará por uma perícia técnica.